segunda-feira, 5 de outubro de 2009

BORBOLETA

MINI-CONTO

Wilson Gorj

A letra ele (não a maiúscula: a minúscula) estava cansada de rastejar feito uma lagarta. Situação que a levou a ter uma excelente ideia: tratou de pegar emprestadas duas letras bês (maiúsculas!) e deu um jeito de juntá-las às próprias costas. Graças a esse recurso, saiu voando por entre as folhas do livro e as flores da imaginação.

Por vezes, perdia-se nas entrelinhas. Encontrava-se em novos parágrafos, percorrendo frases e períodos completos, até que, exausta, pousava nas margens.

Numa dessas, terminou capturada.

E espetada numa página em banco.

__________________
Copiado por Francisco Miguel de Moura, da web: http://omuroeoutraspgs.blogspot.com/2009/10/borboletra.html

Um comentário:

Guará Matos disse...

Poético, simples e singelo. Um belo poema.
Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...