segunda-feira, 12 de abril de 2010

PACIÊNCIA - 2 (Segunda Versão)

PAZ E CIÊNCIA



Francisco Miguel de Moura*




Paz! Ciência! não são palavras.


Diz de ti, sinceramente,
O que nunca ousaste de ninguém,
Do mundo que nos pariu,
De mim, de mais alguém.

Meu silêncio é tua voz.


Diz-te integral e una,
Ancorada na voz do meu o silêncio,
Qual uma nau perdida no bravo Oceano...

E que diria o vento à calma onda?


Todo silêncio brilha como o ouro
Quando a palavra é prata.
E de tudo restaremos nós num outro tempo,
Onde julgamos nosso céu - destino,
E outros nos julgam simplesmente acaso.

Quero sentir o amor que tanto tens,
Desperdiçado entre o mundo e tua hora
Meu silêncio e tua voz.

____________________
* Poeta brasileiro, mora em Teresina, PI.

2 comentários:

Alexandre Pitante disse...

Paz,

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus lhe continue abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Um abraço, Alexandre Pitante.

ritadecassia disse...

Amigo, poeta, já decidiu qual poema permanecerá, se o primeiro ou o segundo? O primeiro já estava no meu site, mas salvei o segundo. Acho interessante você manter os dois, principalmente o original, pelo menos, guardá-lo. O casal está lindo na foto. Já estou inscrita na UBE - São Paulo. Cheiros, Rita de Cássia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...