quinta-feira, 25 de abril de 2013

A QUINTA FORMA DO AMOR

Francisco Miguel de Moura*

Membro da Academia Piauiense de Letras
e da International Writers and Artists 
Association - IWA


Nunca almejei amor tão diferente
Das formas já pensadas pelos gregos
Filósofos e sábios - não labregos:
Pensei viver amor sem convenções.

Só queria a verdade, mas a mente,
No  olhar, no sorriso e na tristeza,
Na beleza do ser e na grandeza,
Não guarda vivamente os corações.

Só desejei viver o amor amante,
Corpo e alma gozar sem tradição,
Porém caí num fosso... Ai, breve instante!

Eis que a aventura trouxe-me um deserto:
Não rompi as correntes, não deu certo
Levar tão longe a grande aspiração. 

                       Teresina,  20-4-2013

_____________
 *Francisco Miguel de Moura é um poeta do mundo inteiro, justo por que
  poeta não tem pátria, sua casa é a imaginação: poetas têm sonhos e versos.

3 comentários:

Alguém Estranho disse...

Oi.

Parabéns!

Gostei muito desse espaço.

Voltarei.

Chega mais e me fala o que acha:

www.queminteressa.blogspot.com

Até

CHIICO MIGUEL disse...

Volte sempre, mas não consegui visualizar o seu. Explique melhor de que se trata.
Por tudo, gracias!
francisco miguel de moura

Verinha Portella disse...

Querido Chico Miguel!!
QUE ALEGRIA TE LER NOVAMENTE...
Quanta saudades meu amigo.

Muito feliz com teu retorno...

Parabens por mais esse presente poético...obrigada por compartilhar .

beijos beijos
veraportella

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...