segunda-feira, 19 de maio de 2014

LUA DIFÍCIL


Francisco Miguel de Moura*
            
Quando menos esperava,
Bateu-me a lua na cara,
Furando minha janela...
Há meses... Que coisa rara!

Como sempre linda e limpa,
E livre, o caminho acerta,
Num horizonte de auroras,
Sem nuvens, uma indiscreta.

Que ninguém venha mexer
Com ela, agora, e comigo.
Poucas estrelas, no céu,
Silêncio, nenhum castigo.

Quem não te ama, querida,
Na grande esfera estrelada?
Já não sou tão pequenino,
Com tua visita de fada.

Já não sou tão solitário,
Há tanto tempo escondida
Dos meus olhos de menino,
Estavas onde, querida!

Quero beijar-te e não posso,
Pois vão dizer que sou louco.
Então, dê-me o teu abraço...
Mas um abraço é tão pouco!

Lua, leva-me daqui,
Estou de boa intenção,
Não importa sentir frio,
Me embrulho no teu colchão.

Leva-me por tua mão!
Aqui as nuvens são pretas,
É poluição, é escuro,
Digo com todas as letras.

Vou voar na atmosfera,
Carregado por teu braço
Sorrindo e feliz da vida,
Pra morar no teu regaço.


____________________
*Francisco Miguel de Moura, poeta brasileiro, nascido Piauí, mora em Teresina, a capital mais verde do Brasil, por isto o grande escritor Coelho Neto apelidou-a de Cidade Verde.

4 comentários:

Pedro Luso disse...

Caro Chico Miguel:
Sabemos que há poemas que são bons, mas que não gostamos – mesmo que eles sejam bem tratados, tanto no que respeita à forma, ao ritmo, à melodia, à linguagem poética, ao bom uso da metáfora (sem o uso imagens abstratas que se unam às imagens concretas, o que não é aceitável, como diz Ezra Pound) como no que tange à sua mensagem (se é que ela se faz necessário), mas o fato é que encontrei as boas qualidades poéticas em "Lua Difícil", e que também gostei de desse seu poema.
Parabéns.
Um abraço.
23

CHIICO MIGUEL disse...

Caro Pedro Luso,

Sei que você é um bom escritor, já visitei seu blog. Meus parabéns e o muito obrigado por visitar os meus.Quero dizer-lhe que neste poema em trovas eu trabalhei durante uns 3 dias. Embora possa parecer fácil, não é. Podia ter sido mais bem acabado. Mas,com estou numa fase de pouca produção, resolvi publicá-lo. Se você gostou é porque é bom, acredito na sua crítica.
Abraços fraternos
Francisco Miguel de Moura

Verinha Portella disse...

Mestre querido!!

Francisco Miguel, Chico Miguel!

Bom ?? Conversar com a lua, sentir o abraço dela, desejar morar com ela.
Sentir falta de luz que prateia emoções,ah...chico? das profundezas da alma o poeta diz...de amor.
Como gosto de te ler...tudo de ti é maravilhoso ,escritor querido,mesmo quando não gostas. Minha sensibilidade é quem isso diz.Bom domingo, a ti e aos teus. beijos poéticos.
veraportella

CHIICO MIGUEL disse...

Verinha Portella,
Obrigado, cheirinhos de poeta sentimental e romântico às vezes,
outras um pouco satírico. Mas a sátira é uma sabedoria para captar
os sentimentos que dormem em nós e nos nossos semlhantes.
Você vive acordada para o amor, mas quantos o desprezam? Se todos amassem e não se "amassassem",viveríamos feliz.
Felicidades com o abração do
chico miguel de moura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...