quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

PARA REFLEXÃO - PSICÓLOGA X CAZUZA


Mensagem:

Autor: Anônimo


Esse cidadão dizia "todos os meus heróis morreram de overdose". E era aplaudido.

Esta mensagem precisa ser retransmitida para todas as FAMÍLIAS! De uma psicóloga que escreveu, corajosamente algumas verdades.

Ela, a psicóloga, assistiu ao filme e escreveu o seguinte texto:

'Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora.. As pessoas estão cultivando ídolos errados.... Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza?
Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um margi
nal como ele, é, no mínimo, inadmissível.

Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado.

No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos.. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta.

São esses pais que devemos ter como exemplo?

Cazuza só começou a gravar porque o pai era diretor de uma grande gravadora..

Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante.

Cazuza era um traficante, como sua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso. Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não.

Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz, principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme.. Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas, fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou.

Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria?

Como ensina o comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor.

Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido. Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissesem NÃO quando necessário?

Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor .

Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde... A principal função dos pais é educar.. Não se preocupem em ser 'amigo' de seus filhos.

Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi à pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.'



_______________
Copiado por Francisco Miguel de Moura, de e-mail "encaminhado" através de Rejane Machado, Rio de Janeiro - RJ

4 comentários:

Franklin Morais Moura disse...

Este texto é muito bom e nos faz refletir de como a mídia adora transformar o mal em ídolos.

Luan disse...

Nas musicas ele apenas cantava o que pensava, e as pessoas gostavam, eu gosto de ouvir Cazuza e acho ele não tem culpa das pessoas gostarem tanto de suas reflexões. E ele cuidadava da vida dele como ele queria se ele queria ser assim, não é por isso que alguem vai querer ser igual.

BLOG DO wan disse...

Quando recebi a carta dessa psicóloga na minha caixa de e-mail, logo vi que era mais uma maniqueista , julgando o que é de Deus e o que não é. Do mesmo jeito que foi a historia do devasso Cazuza, poderia ter sido a história do devasso Davi (sim, Davi o da Bíblia). Como seria bom para os pseudo-crentes ver Davi na telona "esbagaçando" a mulher de Urias e dizer: Nossa como foi errônea a educação desse rei!
Cazuza foi um dos maiores poetas de sua geração. Sua indignação com o sistema falido que aí está ( e quando digo sistema incluo a IGREJA) era de uma crueza e veracidade maior do que muitos ditos justos por aí. Quando é que esses pseudo-salvos vão entender que Deus não se deixa subjugar? Deus não é obra literária e nem musical para que homens detenham seu direito autoral. Agradeço a Ele todos os dias por Ele não pensar como o homem; por não pensar como essa psicologa. Ligo a TV e vejo os tele-pastores, os auto-intitulados apóstolos, os sedentos por "almas" que tenham grana no bolso, cada dia com uma nova "unção", um novo projeto de posse do bairro, da cidade, do país. Todo ano, é o ano de alguma coisa: o ano de Elias, de José, de Eliseu, das portas abertas...até o local de oferendas das religiões afro-brasileiras são disputados palmo a palmo com os tais atos proféticos. é uma "enterração" de estaca que não se vê nem em filme de vampiros.
São Pessoas como essa psicologa, que a cada dia afastam dos templos os que poderiam realmente servir a Deus. Só restam em seus falidos bancos, em sua maioria, os hipócritas, os que viram pra sua família e dizem: “Se não vierem comigo, vão pocar nos infernos”. Triste realidade essa a da igreja hoje em dia. Tem apenas 500 anos, mas já fez tanta merda. O mais engraçado de tudo é isso...rsrsr. Quer dizer que antes de Lutero ter descoberto a “pólvora” todo mundo tinha sido destinado ao fogo eterno?
As intenções de Lutero, além de políticas, eram totalmente sexuais. Coincidentemente casou com uma freira após a saída da igreja. Casou no papel...porque debaixo da batina já estava “rolando” há muito tempo.

Voltando a Cazuza, que por sua sinceridade, era mais profeta que muito profeta por aí. Deixo aqui a ultima música, do último lado, do último disco dele:

“Tem gente que recebe de Deus quando canta
tem gente que canta procurando Deus...
Eu sou assim, com minha voz desafinada...
Peço a Deus que me perdoe...no camarim.”

(Quando Eu estiver Cantando – Cazuza)

Sim Cazuza, creio na misericórdia de Deus na sua vida, mais do que na vida dos fariseus que aplaudem a carta dessa psicologa.

Ela, falando da sua vida assim, me lembra uma passagem bíblica em que os fariseus batiam no peito e diziam: «Obrigado, Senhor, porque não sou como ele, ela ou eles. Tenho a sorte de não pertencer aquela família, pais ou raça; é bom para mim não frequentar certas companhias ou grupos». (LC 18:3)

Sim, cara psicologa, a senhora precisa rever seus valores. E por falar em valores: poste aqui o endereço do seu consultório para que eu e outros adoradores da Verdade não sentemos por engano no seu divã fascista.

W. Santos

sademorais disse...

Gente, alguma coisa está errada!
Como você vai fazer uma reflexão com um texto sem nome do autor?
Psicológa X Cazuza? Quem é esta psicológa? Qual é o jornal ou revista que podemos encontrar suas publicações?
Precisamos deixar de ser ingênuos ou ... e ficar passando tudo que vem em nossos e-mails.
Cazuza, nós conhecemos não é Luan e Wan?
Somos seres pensantes e inteligentes, este tipo de texto nos subestima, devemos ter cuidado!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...